1
  
     

Viagem ao Alasca X (McCarthy-Glennallen)

12/08/2008

Hoje, a parte da manhã foi dedicada à história. Acordamos cedo, desmontamos acampamento, colocamos tudo na van e fomos para Kennicott, fazer um tour pela cidade fantasma, com um guia da St. Elias Alpine Guide.

Construções em Kennicott
Construções em Kennicott (já reformadas)

Construções em Kennicott
Vista da trilha de algumas construções em Kennicott

A unidade de purificação de cobre, hoje desativada, possui 14 andares. Subimos por uma trilha pelo lado de fora até o último andar, e descemos por dentro do prédio, passando por todos os estágios do processo. Foi muito interessante ver como no início dos século passado, já existia muita tecnologia!

Placa de advertência para não entrar na unidade de purificação (sem guia)
Placa de advertência para não entrar na unidade de purificação (sem guia)


Topo da unidade de purificação de cobre
Topo da unidade de purificação de cobre

Vista do alto da unidade de purificação
Vista do alto da unidade de purificação

Vista interna da unidade de purificação
Vista interna da unidade de purificação

Mesas agitadoras para separação por gravidade
Mesas agitadoras para separação por gravidade

Lau com capacete de segurança
Lau com capacete de segurança

Para os que gostam de história, segue abaixo um resumo do que foram as cidades deKennicott McCarthy.


KennicottMcCarthy

Em Agosto de 1900, dois homens chamados Jack SmithClarence Warner estavam explorando a região, até então selvagem, e avistaram uma coisa verde nos rochedos, no alto de algumas montanhas. Não sabiam bem o que era e resolveram ir até lá para ver. Para surpresa dos dois, era um veio de cobre. Análises posteriores mostraram que a pureza do cobre era de 70%, a maior concentração de cobre encontrada no mundo.

Junto com mais nove amigos, os dois fundaram a Chitina Mining and Exploration Company e começaram a explorar a mina. Porém, Stephen Birch, um jovem engenheiro de minas acabou comprando o direito de exploração pouco tempo depois.

Em 1903, a família GuggenheimJ. P. Morgam colocaram dinheiro na empresa e formaram aKennecott Copper Corporation. O nome da nova empresa e também da cidade foi dado em homenagem ao naturalista Robert Kennicott que explorou o Alasca em 1800.

A empresa teve 5 minas: BonanzaJumboMother LodeErie and Glacier e todo o minério extraído ia para as instalações de purificação, na própria cidade. Para transportar o cobre atéCordova, foi construída entre 1907 e 1911 uma estrada de trem de 315 km, a Copper River and Northwestern Railway.


Mina Mother Lobe
Mina Mother Lobe – Foto do site Elmer E. Rasmuson Library


Mina Bonanza

Mina Bonanza – Foto do site Elmer E. Rasmuson Library

O pico de produção aconteceu em 1916, onde se estima que foram extraídos U$ 32,4 milhões em cobre. Porém, em 1925 os geólogos indicaram que as minas estavam começando a entrar em declínio. Em Setembro de 1938, a última mina foi fechada e no dia 10 de Novembro do mesmo ano, o último trem partiu para Cordova, e com ele, toda a população de Kennicott, transformando da noite para o dia uma próspera cidade em uma cidade fantasma.

Como o frete para levar os pertences dos moradores era muito caro, conta-se que eles deixaram tudo como estava. Roupas nos armários, panelas na cozinha e assim por diante.

No início da década de 1980, a cidade começou a receber turistas, para ver os prédios abandonados da mineradora e a própria cidade fantasma.

Mas, e McCarthy? Bom, esta cidade está localizada a aproximadamente 8 km de Kennicott e foi construída para abrigar toda a parte “recreativa” que era proibida em Kennicott. Resumindo, era aonde os mineiros iam se divertir, nos bares e cabarés.


Voltando ao presente, acabamos nosso tour pelo passado, entramos na van e começamos nossa viagem para Glennallen, local de nosso próximo acampamento. Antes de pegarmos a estrada principal, paramos em Chitina para abastecer.

Aviso de perigo de incêndio em Chitina
Aviso de perigo de incêndio em Chitina

Parada em Chitina
Parada em Chitina

No caminho, paramos para ver uma coisa diferente e bem característica do Alasca: uma Roda de Pesca (fishing wheel). Este aparato é composto por dois cestos grandes que giram movidos pela correnteza do rio, tirando os peixes da água e os colocando num cesto traseiro.

Nossa parada para ver as Rodas de Pesca

Pescador limpando e guardando os salmãos
Pescador limpando e guardando os salmãos

Resto de salmão deixado pelos pescadores
Resto de salmão deixado pelos pescadores

Caça e pesca no Alasca são bem regulamentados, e não são todas as pessoas que podem usar estas Rodas de Pesca, e mesmo os que podem usar, têm uma quantidade limitada de peixe que podem pescar.

A próxima parada foi para nosso almoço/jantar, no Grizzly Pizza, uma espécie de restaurante de beira de estrada, mas muito esquisito. Diversos animais empalhados compunham a decoração. Mas, como estávamos famintos, a pizza pareceu deliciosa!

Grizzly Pizza
Grizzly Pizza

Se só tem este lugar para comer... vai aqui mesmo!
Se só tem este lugar para comer… vai aqui mesmo!

Joe, Steve e Jess depois da pizza deliciosa
Joe, Steve e Jess depois da pizza deliciosa

Seguimos em direção ao nosso local de acampamento, um platô com vista para o vale doCopper River, com uma fantástica vista dos vulcões Monte SanfordMonte Drum.

Vista do nosso acampamento
Vista do nosso acampamento

Nossa barraca
Nossa barraca

Steve e Jess relaxando no fim do dia
Steve e Jess relaxando no fim do dia

O único inconveniente do lugar era a imensa quantidade de mosquitos! Bill teve até que usar sua roupa anti-mosquitos! Uma figura!

Bill e sua roupa anti-mosquito!
Bill e sua roupa anti-mosquito!

Depois de contemplar um pouco a vista, jantar e jogar um pouco de conversa fora, fomos dormir em nossas barracas com vista para o Copper River.

Lau quase pronta para dormir
Lau quase pronta para dormir

Amanhã tem mais!

Pedro Lacaz Amaral

Arquivado em: Deuter, Trekking, Viagem Tags: Trekking, Viagem

1 Comentário em "Viagem ao Alasca X (McCarthy-Glennallen)"

  1. louis vuitton disse:

    This is a notable blog and I gain ground pleasure reading it every morning wagon thanks you
    beautifying sharing it!

    louis vuitton handbags

Deixe o seu comentário!

Comentar!

© 2019 Adventure Zone. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Válidos.
Design: Equipe Adventure Zone.