12
  
     

Nova Zelândia – Auckland, 2011

Auckland foi o meu primeiro destino em uma viagem de 27 dias pelas duas principais ilhas da Nova Zelândia. Este é o primeiro de uma série de posts sobre os lugares que visitei e atividades que pratiquei neste belo país.

nova zelandia mapa
Mapa com as cidades visitadas nas ilhas norte e sul da Nova Zelândia. Fonte: Google Maps.

Depois de retornar da Europa em setembro de 2010, uma grande inquietude passou a me acompanhar. Mesmo depois de algumas viagens ao exterior, foi a primeira vez que eu vi o mundo sob uma ótica diferente. Isso além de influenciar a minha forma de pensar, me fez querer ir mais longe. Então, comecei a pensar constantemente sobre um antigo sonho: aprender as técnicas necessárias para sobreviver no ambiente da escalada alpina.

Desde que comecei a ler sobre as grandes montanhas cativei uma grande admiração pela tradição de montanhismo neo zelandesa e sempre tive curiosidade de conhecer de perto a cultura e a história de alguns dos maiores aventureiros do mundo. A Nova Zelândia foi o lar de Ed Hillary e Rob Hall, mas, também poderia ter sido o de Robert Falcon Scott e Ernest Shackleton que utilizaram por muito tempo o país como base para suas expedições.

nova zelandia dinheiro
Um país que tem um escalador estampado em uma de suas notas, deve ter uma cultura interessante. Fonte: http://www.paperexhibition.com/paper-money/heros.

Nesta viagem a minha companheira de aventuras foi a minha esposa, quem eu naturalmente, venho cativando e iniciando nos esportes. Na noite do dia 29/12/2010 saímos de casa para a nossa saga de 31 horas até o nosso destino final. Saímos do Rio para Buenos Aires onde, depois de 4 horas de voo, tivemos que enfrentar 2 horas de engarrafamento em um táxi para trocar de aeroporto, pois, os voos de longa distância partem do aeroporto Ezeiza, onde ainda aguardaríamos algumas horas até o embarque para cruzar o oceano e chegar em Auckland.

Com a mudança de mais 15 horas devido ao fuso horário da Nova Zelândia em relação ao horário de verão do Brasil, chegamos em Auckland às 7 horas da manhã do dia 31/12/2010. Atravessar o mundo para chegar em uma cidade incrível no dia do reveillon foi uma experiência inusitada.

Com 1.4 milhões de habitantes, Auckland é o lar de mais de um terço da população da Nova Zelândia. Além disso, a cidade é a principal conexão do país com o mundo, pois, nela se encontra o único grande aeroporto do país. Isso faz desta cidade uma grande mistura de estilos e culturas que recebe influências de suas origens Maori, da colonização inglesa e também de seus imigrantes asiáticos.

nova zelandia
Os estilos da cidade de Auckland: modernidade, tradição e verde. Foto: Layla Barros de Carvalho.

Esta riqueza cultural aguça o interesse de turistas de todo o mundo. Auckland recebe em média 250mil turistas por mês. Por isso, a cidade conta com uma grande infraestrutura para o turismo: hotéis e hostels de diferentes estilos e preços; transporte fácil, barato e com hora marcada para chegar nos pontos e informação, com dezenas de pontos de atendimento aos turistas, chamados de i-Site. Neles, além de conseguir todo tipo de informação e sugestões de programas dos funcionários, na maioria das vezes você é atendido em sua própria língua. No i-Site você também pode fazer reservas de hotéis, carros, passagens e ainda comprar tickets para as principais atividades em qualquer parte do país (ex.: salto de paraquedas em Wanaka, bungee jump em Queenstown, entre muitas outras opções).

Portal do Albert’s Park nova zelandia
Portal do Albert’s Park: a uma quadra da principal avenida do centro da cidade. Foto: Gustavo Britto.

Para mim, um dos principais atrativos de Auckland são seus parques e praças, muito arborizados e cheios de jardins. Entre os principais a serem visitados estão: One Tree Hill, The Auckland Domain e Mission Bay. Nesse pequeno tour você irá ver uma cratera vulcânica, o museu da cidade e uma belíssima combinação de parque e praia.

Além de verde, Auckland também é bem azul. A cidade é banhada pelo oceano Pacífico e pelo mar da Tasmânia. Isso faz com que a cidade abrigue um importante porto comercial e tenha grande tradição nos esportes náuticos. O visual das praias de Auckland é bem variado. Um dos passeios mais interessantes para quem quer curtir o mar é atravessar a baía para uma das ilhas do golfo de Hauraki. Nelas você pode aproveitar para conhecer os vinhedos mais famosos da Nova Zelândia.

auckland nova zelandia
Centro de Auckland visto de sua principal baía. Foto: Gustavo Britto.

Depois de nos adaptarmos ao novo fuso e de conhecer a cidade, estava na hora de começar as verdadeiras aventuras. Partimos para o interior da ilha norte para aprender mais sobre a cultura deste povo tão interessante e aproveitar para curtir algumas trilhas e paisagens. Do dia 4 até o dia 11 de janeiro conhecemos as cidades de Rotorua, Tongariro, Whakarewarewa e muitas outras. Mas claro que isso é papo para muitos outros posts aqui no AdventureZone. Fiquem ligados!

auckland nova zelandia
Eu e as minhas mochilas, preparando tudo para entrar no ônibus para Maunganui, Rotorua e Tongariro. Foto: Gustavo Britto.

Informações extras

Se você pretende visitar Auckland, uma boa dica é procurar uma hospedagem perto da Queen Street, pois, esta é a principal avenida da cidade. Nela você estará próximo aos principais serviços e atrações, além de poder caminhar até o terminal de transportes municipal e intermunicipal da cidade. Espero que vocês tenham gostado. Se você tem alguma dúvida ou comentário, fique à vontade para deixar sua mensagem abaixo!

Se você quer curtir outras viagens, leia também
http://www.adventurezone.com.br/blog/base-e-climb-2009/
http://www.adventurezone.com.br/blog/base-climb-eua-2009-twin-falls-moab/
http://www.adventurezone.com.br/blog/2010/11/wingbase-europa-2010-italia/

Site oficial da cidade
http://www.aucklandnz.com/index.php

Site Oficial do Museu de Aukland
http://www.aucklandmuseum.com/

Site de dicas de viagens pela Oceania
http://www.portaloceania.com/index.htm

Episódio do Globo Reporter sobre a Nova Zelândia:

por Gustavo Britto

Arquivado em: Viagem Tags: mochilão, nova zelândia, relatos, viagens

12 Comentários em "Nova Zelândia – Auckland, 2011"

  1. Claudia disse:

    Sem idade para aventuras radicais, gosto de acompanhá-las em livros ou relatos.
    O seu amentou minha curiosidade sobre auckland.

  2. Gio disse:

    Excelente artigo, ótimo vídeo! Já deu vontade de ir conhecer! Conta logo mais aí!

  3. Gustavo Britto disse:

    Obrigado, Gio!!!

    Fique atento, pois ainda tem muito mais fotos e vídeos por vir. 😀

    Um abraço,

  4. Gustavo Britto disse:

    Obrigado Cláudia, espero que os próximos textos lhe inspirem, pois a Nova Zelândia é um país incrível.

    Um abraço,

  5. Ricardo Cosme disse:

    Muito bacana Jumper!
    Um abraço.

  6. Jú Hupsel disse:

    Guuuu,
    amei o post! Está muito bom mesmo! Muito bem escrito, as fotos estão ótimas, e o vídeo tb! Parabéns! Aos poucos, vou lendo seus outros posts e comentando, viu?
    Continue assim! 🙂
    Beijão: Jubix

  7. Gustavo Britto disse:

    Valeu Ricardo, muito obrigado!

    Um grande abraço ;-D

  8. Gustavo Britto disse:

    Valeu Jú, adorei a surpresa (você por aqui)!

    Um beijão,

  9. Jana disse:

    Olá Gustavo!

    Após acompanhar “ao vivo” um pouco da sua experiência, estou gostando bastante de ler seus posts. Muito interessante os detalhes que descreve, a edição dos vídeos, a trilha sonora. Sem contar a ilustre participação da minha querida Laylinha 🙂

    Como assim vocês andaram em um “ônibus-tubarão”?!? muito legal!!
    Ah, também gostei da informação sobre os vinhedos nas ilhas do golfo de Hauraki.

    bjs,
    Jana

  10. Pois é,

    Essa viagem foi demais. Ainda não tive tempo de editar o restante das fotos e vídeos, mas pode esperar que daqui a pouco saem os outros posts com outras curiosidades sobre a cultura Maori.

    bjos 😀

Deixe o seu comentário!

Comentar!

© 2019 Adventure Zone. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Válidos.
Design: Equipe Adventure Zone.