0
  
     

Expedição Mediterrânea – Marraquexe

FES-MARRAQUEXE
Saramalenco!
E assim que nos cumprimentamos aqui no Marrocos. É uma frase de boas vindas, de paz.
Após passarmos uma semana imersas na cultural tribal africana de Fes, seguimos em um trem noturno numa viagem que durou nove (intermináveis) horas, através de paisagens absolutamente diferentes, passando por povoados muito pobres e muito pitorescos pelas suas construções, cores e formas, até a cidade selvagem Marraquexe, com seus encantadores de serpentes, trânsito caótico e povo agressivo.
A ida para Marraquexe foi tensa. Perdemos nossos tickets de embarque momentos antes de subirmos para nossas cabines. Lotadas de bagagem, dois bilhetinhos no total de 552 Dihans se foram. (Valor equivalente a mais ou menos 50 euros).
Fiscal, policial, todos pediram nossos passaportes. Conclusão: não dormimos antes das 5 h da manhã.
Chegamos à Marraquexe às 11 h, onde mais um pouco de stress rolou até pagarmos uma taxa e sermos liberadas.

FES-MARRAQUEXE

Saramalenco!

E assim que nos cumprimentamos aqui no Marrocos. É uma frase de boas vindas, de paz.

Após passarmos uma semana imersas na cultural tribal africana de Fes, seguimos em um trem noturno numa viagem que durou nove (intermináveis) horas, através de paisagens absolutamente diferentes, passando por povoados muito pobres e muito pitorescos pelas suas construções, cores e formas, até a cidade selvagem Marraquexe, com seus encantadores de serpentes, trânsito caótico e povo agressivo.

Carruagem em Marraquexe


A ida para Marraquexe foi tensa. Perdemos nossos tickets de embarque momentos antes de subirmos para nossas cabines. Lotadas de bagagem, dois bilhetinhos no total de 552 Dihans se foram. (Valor equivalente a mais ou menos 50 euros).Fiscal, policial, todos pediram nossos passaportes. Conclusão: não dormimos antes das 5 h da manhã.Chegamos à Marraquexe às 11 h, onde mais um pouco de stress rolou até pagarmos uma taxa e sermos liberadas.

Uma autêntica Naja0!

Resolvi mudar as reservas de hotéis e sair o mais rápido possível daquele caos, apesar de ser muito interessante ver o movimento gigantesco que toma a praça principal no inicio da noite. Mulheres fazendo tatuagens de henna, encantadores de serpentes, barulhos de buzinas e músicas e vendedores de todos os tipos de artesanatos locais.

Eu e uma cobra...

Mesmo assim, resolvemos antecipar em um dia nossa ida para o deserto do Saara.

Encontraremo-nos no High Atlas Mountain.

Até amanhã.

Arquivado em: Deuter, Princeton Tec, Sea to Summit, Viagem Tags: Viagem

Deixe o seu comentário!

Comentar!

© 2229 Adventure Zone. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Válidos.
Design: Equipe Adventure Zone.