0
  
     

Dicas para escolher seus equipamentos

Quando as pessoas começam no trekking, montanhismo, camping e afins elas costumam ter dificuldades para escolher seus equipamentos e não é estranho que elas comprem alguma coisa, se arrependam e depois deixem esse item de lado ou mesmo tentem revende-lo para acabar com parte do prejuízo. Mas e quando não temos muito a opção de ficar gastando dinheiro até achar um equipamento que nos agrade? Neste casos existem dicas que podem ajudar a minimizar a possibilidade de erros no momento da compra de itens básicos como vestuário, barracas, mochilas e acessórios em geral.

Eu vou falar de alguns pontos que podem servir de referência para vocês durante a pesquisa do próximo item da lista de compras ou mesmo no momento da compra.

1. Evite a compra por impulso, sim isso é uma boa regra para evitar que você compre algum item que não precisa na sua lista de equipamentos ou que usa raramente e que poderia ser alugado – por exemplo. Isso é uma coisa bem comum com o material para escalada em gelo/alta montanha. Itens como piolets, crampons e botas de gelo só devem ser comprados se você vai constantemente para alta montanha, em caso de viagens ocasionais e sem escaladas técnicas demais é possível optar pelo aluguel de parte do equipamento – se essa opção estiver disponível, é claro. Outro ponto importante, equipamento bom em geral é mais caro e dura mais também! Atentem bem para este fator, eu costumo dizer que para trekkings longos vale a pena investir em três coisas: barraca, mochila e botas. Não pense que comprando uma barraca baratinha ou uma mochila que nem é feita realmente para uso neste tipo de atividade elas irão lhe atender bem por muito tempo, ou lhe oferecer o conforto e segurança necessários para um trekking longo. Quem paga o preço da economia com as costas doendo, bolhas nos pés ou noites mal dormidas é você mesmo!

2. Foco e prioridade! Compre primeiro o que for mais importante, em geral para os trekkers iniciantes o mais importante gira em torno do seguinte: barraca, mochila, botas, saco de dorir e isolante térmico e vestuário. Este é o kit básico, já que fogareiro e afins você pode usar compartilhado com alguém, pratos podem ser improvisados, etc. Ao comprar seus equipos pense em três coisas: peso (quanto mais leve melhor), volume (não adianta ser leve e ser enorme) e características técnicas (barracas e mochilas principalmente).

Esses itens podem lhe ajudar:

– Barracas: leves (2.5Kg em média, ou menos nos modelos mais técnicos), com avanço e uma boa coluna d’água (1000mm ou mais) – pense que você precisa de espaço para você e sua mochila cargueira.
– Mochilas: raramente você terá uma mochila só, em geral serão 3 ou até mais. Uma cargueira (entre 60-75l), robusta, confortável, com capa de chuva e divisão para o saco de dormir. Uma mochila intermediária, em torno dos 30-40L para trilhas de bate-volta longas e com algum equipamento – escolha uma mochila confortável, com capa de chuva e robusta também, com espaço para reservatórios de água ou bolsos para garrafas. E uma mochila menor para passeios urbanos, mochila de mão em viagens ou trilhas bem curtas, algo na faixa dos 20 ou 25L.
– Saco de dormir: atente para peso e temperatura suportada, o correto é escolher o saco pela temperatura de conforto e não pela temperatura extrema indicada na embalagem. Quanto mais leve e menos volumoso melhor será para acomodá-lo na mochila e transportá-lo.
– Isolante térmico: os mais leves são os de EVA (aqueles mais comuns) porém eles são volumosos e em geral vão do lado de fora da mochila. São baratos, mas não apresentam tanto conforto. Uma boa opção são os infláveis, porém os realmente pequenos são caros e todos sempre apresentam o risco de furar – um kit de reparo resolve. Para os iniciantes, e como a diferença é bem grande entre os infláveis e o EVA, eu recomendaria um de EVA mesmo.
– Vestuário: um anorak intermediário (coluna d’ água alta é bom e verifique as costuras seladas), um fleece 100, luvas, gorro (para os que curtem as montanhas no inverno). Algumas pessoas costumam comprar também calças e blusas de segunda pele (eu gosto de usar para aquecer mais durante a noite aqui nas montanhas do Brasil) e até uma calça de fleece.
– Botas: aqui é meio complicado… Questão de adaptação pessoal ao peso, ao formato dos pés… Pense em botas de couro se você anda em terrenos mais acidentados e úmidos. Tente escolher um bom solado (aqui vem a parte chata, você só vai saber como ele se comporta em termos de aderência ao usar… Pergunte aos amigos sobre as botas deles!)

3. Pesquisas e mais pesquisas! Elas são fundamentais! Pergunte aos amigos, veja reviews na internet, leia matérias em revistas, compare produtos, experimente a mochila de alguém, ou olhe com calma a barraca de um amigo(a) e por aí vai!

Isso já lhe dá uma base para começar a definir o que você precisa e qual a prioridade! Qualquer dúvida é só deixar um comentário!

Boas trips e bons ventos! Hasta!

Arquivado em: Dicas, Montanhismo, Trekking Tags: dicas, equipamentos, Montanhismo, Trekking, Trilha

Related Posts

Favorite e divulgue!

Deixe o seu comentário!

Comentar!

© 2018 Adventure Zone. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Válidos.
Design: Equipe Adventure Zone.