0
  
     

Carregando sua mochila corretamente!

Carregar a mochila de forma correta – bem como ajusta-la – é uma das coisas básicas que os trekkers e mochileiros devem saber para evitar desconforto e dores ao longo da jornada. Pensando em ajudar o pessoal que está começando eu resolvi me inspirar e produzir um texto baseado em um material do CEO da Deuter – Bernd Kullmann – que fala justamente sobre isso.

Existem 3 maneiras para carregar a sua mochila: colocando o peso maior na parte de baixo, colocando o peso maior na parte de cima, ou centralizando este peso. A concentração do peso na parte inferior da mochila faz com que a mochila puxe o corpo para trás e a reação natural é de forca-lo para frente para gerar o equilíbrio necessário, o problema disso é que você caminha em guerra com a mochila, fazendo esforço extra para equilibrar as forças – a mochila lhe puxa para trás e você puxa o corpo para frente. Portanto, colocar a carga mais pesada da mochila na parte inferior é considerado errado!

Forma errada de arrumar a cargueira

Em casos de terrenos mais leves – trilhas sem grandes desníveis ou mesmo planas – coloque o equipamento mais pesado no compartimento principal da mochila, na altura dos ombros. Já nos terrenos mais ingrimes ou acidentados carregue a mochila com o material mais pesado no centro do compartimento principal, isso aproxima o peso do seu centro de gravidade (que fica próximo do umbigo) e reduz o balanço da carga na mochila.

Carga na parte dos ombros - terrenos sem dificuldades! A carga na parte de cima da mochila aumenta um pouco o balanço

Particularmente eu arrumo minha mochila sempre desta segunda forma, ou seja, sempre com a carga maior centralizada – é uma preferência minha, independente do terreno.

Mas afinal de contas o que seria o mais pesado na mochila?

Na parte inferior da mochila coloque seu saco de dormir e outros objetos do gênero – preferencialmente aqueles objetos que você não vai usar ao longo da caminhada. A parte debaixo da minha mochila costuma levar meu saco de dormir, chinelos, liner, isolante inflável e afins – nada pesado demais! Até minha barraca vai lá às vezes, já que ela não pesa tanto assim – aliás ela sempre vai fora da embalagem, dobrada dentro da mochila. As varetas da armação vão no compartimento principal da mochila, de pé, encostadas em um canto onde não possam sofrer danos facilmente.

A carga maior da sua mochila costuma ser composta de comida, água, barraca e material de escalada (se for o caso). Em um terreno leve esses itens poderiam ficar na altura dos seus ombros. Já em um terreno mais inclinado ou acidentado – o que no montanhismo alguns chamam de “terreno alpino” – essa carga deve ficar mais no centro da mochila.

Peso na mochila para terrenos inclinado e com obstáculos Terrenos difíceis pedem peso no meio da mochila!

Outra dica importante é evitar objetos do lado de fora da mochila, coisas balançando, barracas e isolantes térmicos que acabam agarrando na vegetação ou atrapalhando o equilíbrio, bolsos laterais cheios demais… Isso só atrapalha o seu desempenho durante a caminhada.

Outro ponto a ser levado em conta é a arrumação da mochila no momento em que você está indo embora após ter ficado dias acampado. A tendência é arrumar a cargueira de qualquer jeito – eu mesmo já fiz isso e já paguei o pato por isso – sendo assim, acorde antes ou já deixe as suas coisas arrumadas no dia anterior. Além de evitar que você esqueça alguma coisa isso também irá lhe permitir ter mais cuidado com a arrumação e distribuição da carga, e lhe poupará desgaste na caminhada de volta.

Boas trips e bons ventos! Hasta!

Arquivado em: Dicas Tags: dicas, Mochila, técnica

Deixe o seu comentário!

Comentar!

© 2021 Adventure Zone. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Válidos.
Design: Equipe Adventure Zone.